sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

Recesso da Sala P. F. Gastal

Prezados,


A Sala P. F. Gastal da Usina do Gasômetro (3º andar) entra em recesso a partir desta terça-feira, 16 de dezembro. A reabertura acontece em fevereiro de 2015.  

 


O ANO DA P.F. GASTAL



2014 foi um ano maravilhoso e movimentado na Sala P. F. Gastal. Tivemos uma resposta incrível do público nas mostras, exibições especiais, nos filmes que colocamos em cartaz e em outros eventos que atravessaram o nosso 15º ano de vida.



De março a dezembro, conhecemos os documentários do cambojano Rithy Panh e do chinês Wang Bing; descobrimos as pérolas sessentistas da Nouvelle Vague Tcheca, as novidades do cinema dinamarquês, o humor sofisticado do francês Pierre Étaix, a elegância do clássico alemão Helmut Käutner, comemoramos os 40 anos de filmes seminais do cinema americano: Uma Mulher Sob Influência, de John Cassavetes, O Massacre da Serra Elétrica, de Tobe Hooper, e O Fantasma do Paraíso, de Brian De Palma. 

Helena Ignez e Marcus Mello
Também foram muitas as sessões memoráveis com a presença de realizadores, atores e nomes que fizeram a história do cinema brasileiro. Helena Ignez trouxe a cópia restaurada de Copacabana Mon Amour, de Rogério Sganzerla; Wolf Gauer e a atriz Marlise Saueressig apresentaram o raro e histórico Os Mucker; João Silvério Trevisan exibiu seu Orgia ou o Homem que Deu Cria pela primeira vez na cidade; toda a equipe comemorou os 30 anos de um dos marcos do cinema gaúcho, Verdes Anos; a montadora Cristina Amaral exibiu em primeira mão o novo filme de Andrea Tonacci, Já Visto Jamais Visto. 


Isso tudo sem contar as inúmeras exibições e lançamentos de filmes gaúchos, de todos os formatos, bitolas e durações, reforçando o compromisso da P. F. Gastal com a difusão do cinema realizado no Rio Grande do Sul. 
Cães Errantes
Em cartaz, exibimos com exclusividade algumas das obras mais impactantes do cinema contemporâneo, como Cães Errantes, de Tsai Ming-liang, Educação Sentimental, de Julio Bressane, Na Neblina, de Sergei Loznitsa, O Estranho Caso de Angélica, de Manoel de Oliveira, A Batalha de Solferino, de Justine Triet, Cortinas Fechadas, de Jafar Panahi, além das cópias restauradas da obra-prima Era uma Vez em Tóquio, de Yasujiro Ozu, e dos dois primeiros filmes de Leos Carax, Boy Meets Girl e Sangue Ruim. 


A SESSÃO PLATAFORMA seguiu atualizando a cinefilia porto-alegrense com filmaços sem distribuição no Brasil, como Manakamana, de Stephanie Spray e Pacho Velez; Viola, de Matías Piñeiro, A Gatinha Esquisita, de Ramon Zurcher, e a mais nova obra-prima do português Pedro Costa, Cavalo Dinheiro.
Cavalo Dinheiro_um dos destaques da Sessão Plataforma
 A SESSÃO AURORA manteve vivo o espírito cineclubista com sessões e debates antológicos de filmes como French Cancan, de Jean Renoir, O Comboio do Medo, de William Friedkin, e O Vício de Abel Ferrara, além de promover as primeiras exibições em Porto Alegre de A Garota de Lugar Nenhum, de Jean-Claude Brisseau, e dos últimos filmes que Eduardo Coutinho finalizou, Sobreviventes de Galileira e A Família de Elizabeth Teixeira. 
A Garota de Lugar Nenhum
O já tradicional PROJETO RAROS seguiu com a missão de exibir filmes obscuros de cinematografias menos conhecidas, como o canadense Les Bons Débarras, de Francis Mankiewicz, o senegalês A Viagem da Hiena, de Djibril Diop Mambety, Nós Vamos Te Comer, de Tsui Hark, produzido em Hong Kong, além do surrealismo japonês de Shuji Terayama e a política cinematográfica de Jean-Luc Godard e Anne Marie Miéville. 
Nós Vamos te Comer
Recebemos as crianças e os adolescentes dentro dos projetos do PROGRAMA DE ALFABETIZAÇÃO AUDIOVISUAL, como o Festival Escolar e a mostra Olhares da Escola, com filmes realizados pelos alunos da rede municipal sendo exibidos e debatidos na sala escura. 
Escritos de Alfabetização Audiovisual
Também recebemos mostras e festivais, como o DIÁLOGO DE CINEMA, que apresentou um panorama bem rico da produção de curta-metragem brasileira, além de promover a primeira sessão de Castanha, de Davi Pretto, em Porto Alegre; o CINE ESQUEMA NOVO, que nos trouxe a obra em 16mm do maldito Jack Smith, os curtas de Isabell Spengler, Ken Jacobs e Matthias Müller e outras experiências radicais, além de diversos longas-metragens contemporâneos brasileiros; A VINGANÇA DOS FILMES B, com uma seleção cuidadosa do melhor do cinema de gênero produzido no Brasil; a 9ª edição da Mostra CINEMA E DIREITOS HUMANOS NO HEMISFÉRIO SUL, que exibiu longas e curtas latino-americanos, e uma homenagem ao cinema de Lúcia Murat; o CINEPOLÍTICO, com sessões e debates sobre os 50 anos do Golpe Militar; e o 9º FESTIVAL INTERNACIONAL DE CINEMA DO RS, com uma seleção de filmes contemporâneos e uma retrospectiva do alemão Christian Petzold. 
Pré-estreia de Castanha
Importante citar os dois grandes parceiros que tivemos neste ano, fundamentais para viabilizarmos várias mostras e sessões: o Goethe-Institut Porto Alegre e a Cinemateca da Embaixada da França. 
Captura de ecrã - 2014-11-07, 20.53.13
Normal Love_Jack Smith
Agradecemos a todos que vieram, debateram e participaram de alguma forma deste ano especial. Pra terminar, a lista de países que tiveram seu cinema na tela da Sala P. F. Gastal em 2014. Ano que vem tem mais!
The Dark Side of Oz
Alemanha, Argélia, Argentina, Austrália, Áustria, Bielorrússia, Brasil, Bolívia, Camboja, Canadá, Coréia do Sul, Colômbia, Chile, China, Dinamarca, Egito, Equador, Espanha, Estônia, Estados Unidos, França, Grécia, Honduras, Holanda, Hong Kong, Hungria, Índia, Inglaterra, Irã, Itália, Iugoslávia, Japão, Jordânia, México, Nepal, Nigéria, Palestina, Polônia, Portugal, República Tcheca, Romênia, Senegal, Venezuela, Uruguai, Taiwan, Turquia.
Wang Bing_Três Irmãs

sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

A VINGANÇA DOS FILMES B- PARTE IV

A VINGANÇA DOS FILMES B: PARTE IV

         De 09 a 14 de dezembro a Sala P.F.Gastal volta a hospedar A Vingança dos Filmes B, que neste ano chega a sua quarta edição com requintes de crueldade, ação, demência, niilismo e muito humor negro.
"Concebida em 2011 para servir de vitrine para produções que flertam com o cinema de gênero, a mostra se consolidou como um território destinado a divulgação e ao resgate de filmes independentes, produções de baixo orçamento e outros delírios fílmicos, buscando incentivar o público a dialogar com obras que dificilmente encontram espaço nas telas dos cinemas comerciais. Filmes repletos de horror, ação, anarquia, humor e demência, ocupando um mesmo espaço sem restrições quanto ao seu orçamento ou suporte de realização".
Abrindo essa quarta edição a sessão Short Cuts apresentará, além do raro trailer da obscura produção coreana de kung fu “A Vingança da Filha de Bruce Lee”, os
Pray
curtas-metragens “Pray”, de Cláudio Ellovitch, uma delirante produção de horror e fantasia premiada com o grande prêmio no festival Viewster Online Film Festival 2014, “Revelações de um Cineasta Canibal”, a mais nova demência gore do cineasta capixaba Rodrigo Aragão, o perturbador filme pernambucano “Carne”, de Carlos Nigro, e o premiadíssimo “Nua Por Dentro do Couro”, do enfant terrible Lucas Sá.

  Além de produções gaúchas como a animação “Castillo Y El Armado”, de Pedro Harres, que fez parte da seleção oficial do festival de Veneza em 2014, e o inédito “Cidade Média”, de Giordano Gio, a mostra exibirá filmes vindos de diversos estados brasileiros, fazendo um panorama substancial das produções de gênero no país.
Dennison Ramalho será o cineasta homenageado desta edição na Sessão Obscurum, que exibirá seus curtas-metragens “Nocturnu”, “Amor Só de Mãe” e
Amor Só de Mãe
“Ninjas”. Dennison Ramalho é um dos maiores expoentes do cinema de horror brasileiro contemporâneo, seu último trabalho “J is For Jesus”, fez parte do longa “The ABC of Death 2”. Em seu currículo sanguinolento também foi assistente de direção e roteirista de filmes como “O Prisioneiro da Grade de Ferro“, de Paulo Sacramento e “A Encarnação do Demônio”, de José Mojica Marins. O diretor estará presente para um conversa com o público após a sessão.
O cinema independente uruguaio se faz presente na Sessão Fronteira de Sangue, com a exibição de Achuras 2, de Manuel Facal, uma divertida festa gore recheada de
Achuras 2
zumbis, criaturas demoníacas e muito rock’n’roll. Manuel Faca é um dos mais talentosos diretores undergrounds da cena uruguaia, seu último filme, a comédia juvenil “Relocos Y Repassados” se tornou um grande sucesso do cinema independente uruguaio.
A Vingança dos Filmes B agradece a todos os realizadores que aceitaram o convite para participar desta quarta edição, e ao público que fez com que chegássemos até aqui. A Vingança é de vocês!

(Cristian Verardi- curador)

PROGRAMAÇÃO A VINGANÇA DOS FILMES B: PARTE IV

09 de Dezembro (terça-feira)
19h- Confraternização no saguão da Sala P.F.Gastal
20h – ABERTURA - SESSÃO SHORT CUTS: A Vingança da Filha de Bruce Lee (05’) (trailer raro) + Pray (15’) + Revelações  de um Cineasta Canibal (15’) + Carne (20’) + Nua Por Dentro do Couro (20’). Total: 75 minutos. Após a sessão debate com o cineasta Cláudio Ellovitch.

10 de Dezembro (quarta-feira)
18h- SESSÃO SHOOT OR DIE I: Trash Vol.01 e Vol.02. Total: 50 minutos
20h- SESSÃO COMEMORATIVA 30 ANOS DE “GREMLINS” (1984 / 106’), DE JOE DANTE (Após a sessão debate com o cineasta Giordano Gio e o crítico Cristian Verardi).

11 de Dezembro (quinta-feira)
16h- SESSÃO MALDITA MATINÉE- Condenados a Viver (Condenados a Vivir), de Joaquín Luis Romero Marchent (Espanha / 1972 / 90’)
18h- SESSÃO SHOOT OR DIE II: Trash Vol.03 (25’) + Red Hookers (20’). Total: 45 minutos.
19h- Lançamento do livro Cemitério Perdido dos Filmes B: Redux, de César Almeida, e revista Hatari Nº1 (especial western).
20h- SESSÃO SHORT CUTS II: Kassandra (25’) + O Estripador da Rua Augusta (20’) + Vancouver Caliber 9 (12’) + Sexta-Feira da Paixão (12’). Total: 69 minutos. Após a sessão debate sobre cinema de gênero com Christian Caselli, César Almeida, Ulisses da Motta Costa e Felipe Guerra.

12 de Dezembro  (Sexta-feira)
18h- SESSÃO SHOOT OR DIE III: Trash Vol.04 e Vol.05. Total: 50 minutos.
20h- SESSÃO SHORT CUTS III: Canibal Tropical (5’) + Eu & a Loira (12’) + Cidade Média (15’) + O Segredo da Família Urso (15’) + Caçador (20’) + Castillo Y El Armado (14’). Total: 81 minutos

13 de Dezembro (sábado)
15h- SESSÃO SHOOT OR DIE IV: O Anão (8’) + Mal Passado (20’) +  Síndrome de Lobisomem (60’). Total: 88 minutos.
17h30 – SESSÃO OBSCURUM: ESPECIAL DENNISON RAMALHO-  Nocturnu (11’) + Amor Só de Mãe (21’) + Ninjas (23’). Total: 55 minutos. Após a sessão debate com o cineasta Dennison Ramalho.
20h- SESSÃO AURORA -FILME SURPRESA. Após a sessão debate com os organizadores do projeto Zinematógrafo.

14 de Dezembro (domingo)
15h- SESSÃO SERRA DO MEDO: Parasitas do Lodo (26’) + A Maldição do Sanguanel (71’). Total: 97 minutos.
17h- SESSÃO FRONTEIRA DE SANGUE- Achuras 2 (60’ / Uruguai / 2013).
Após a sessão debate com o cineasta uruguaio Manuel Facal.
19h30- SESSÃO SHORT CUTS IV:
Ruído Branco (7’) + Berenice (10’) + O Carniçal (12’) + O Terno do Zé (20’) + Ia Dizer que Voltei (30’). Total: 79 minutos. Após a sessão debate com os cineastas Leandro Engelke, Vinícius Lopes e Mateus Frazão



SINOPSES
A VINGANÇA DOS FILMES B: PARTE IV

A Vingança da Filha de Bruce Lee (05’)
Trailer raro de filme de artes marciais coreano dos anos 1970, exibido nos cinemas poeiras brasileiros neste período.

Revelações de um Cineasta Canibal (2014), de Rodrigo Aragão (15’).
Com: Tiago Ferri, Kika Oliveira
Um cineasta amador irá levar a sua arte até as últimas conseqüências. Livremente inspirado nos crimes dos Canibais de Garanhuns, este curta inédito de Rodrigo Aragão foi originalmente produzido para o projeto de horror “Alerta: Recuento de cadáveres”, que reúne oito diretores latino-americanos.

Pray (2014), de Cláudio Ellovitch (15’)
Com: Amish Desai, Camila Queiróz, João Tolló
Uma aterrorizante experiência religiosa traduzida em objetos tangíveis: sete livros de sabedoria mística vindo de um lugar além do domínio da matéria e da consciência. Eles são a chave para uma nova era e podem curar ou condenar a humanidade, dependendo de quem controlar seu poder.
* Vencedor do Viewster Online Film Festival 2014.
(Sessão com a presença do diretor)
Pray
O Segredo da Família Urso (2014), de Cíntia Bitar (20’)
Com: Gilda Nomacce, Amélia Bittencourt, Liz Comerlatto
1970, ditadura militar brasileira. Geórgia, uma menina de 8 anos, é proibida de entrar no porão de sua casa, onde costumava brincar. Longe dos olhos dos pais e da velha babá, Geórgia encontra a porta destrancada: há alguém lá dentro.
O Segredo da Família Urso


Nua Por Dentro do Couro (2014), de Lucas Sá (20’)
Com: Gilda Nomacce, Miriã Possani
Ela protege sua carne, mas o couro começa a cair.
Nua Por Dentro do Couro
Carne (2013), de Caco Nigro (20’)
Com: João Vigo, Lucrécia Forcioni, Arthur Canavarro
Aquilo de que somos feitos.
Carne
Trash (2013), de Christian Caselli (125’)
Com: Gurcius Gewdner, Petter Baiestorf, Rodrigo Aragão
O cineasta carioca Christian Caselli mergulha fundo no estranho universo do cinema de baixo orçamento produzido no Brasil. E uma questão paira no ar, ser ou não ser Trash? Filmes feitos à custa de muito sangue, suor e tripas, são dissecados nesta série em cinco episódios que faz um divertido panorama da cena de horror brasileira, entrevistando diretores emblemáticos como Petter Baiestorf e Rodrigo Aragão. A série será dividida em três sessões.
(Sessões com a presença do diretor Christian Caselli)


Red Hookers (2013), de Larissa Anzoategui (20’)
Com: Mônica Mattos, Jacqueline Takara, Ju Calaf
Karen, uma jovem ordeira e estudiosa, começa a perceber que há algo de terrivelmente errado com sua irmã Karina ou, como é conhecida na noite, Cherry. Para descobrir o que se passa com ela e resgatá-la da misteriosa Lady Shub , Karen terá que remexer nos segredos do bordel Red Hookers. Nesse ambiente hostil, horror e depravação a aguardam.
Red Hookers
Gremlins (1984), de Joe Dante (EUA / 106’).
Com: Zach Galligan, Phoebe Cates, Hoyt Axton
Para possuir um Gremlin você precisa seguir três regras básicas. 1º- Mantenha-o longe de luzes fortes, 2º- Nunca o molhe, e 3º- Nunca o alimente após a meia-noite. “Gremlins”, um dos mais cultuados filmes fantásticos dos anos 1980 completa 30 anos, e as pequenas criaturas continuam espalhando horror, anarquia e humor negro por onde passam. Venham celebrar conosco e com o pequeno Gizmo!
(exibição em blu-ray) 
Gremlins
Condenados a Viver (Condenados a Vivir / 1972), de Joaquín Luis Romero Marchent (Espanha / 90’).
Durante um rigoroso inverno nove prisioneiros, acorrentados uns aos outros pelos calcanhares, são escoltados através de uma inóspita região montanhosa. Quando descobrem que as correntes que os unem na verdade são feitas do mais puro ouro, os aprisionados não hesitam em se trucidarem com requintes de crueldade em uma briga pela posse do vil metal. “Condenados a Viver” é considerado um dos westerns mais violentos já realizados. O tom sombrio e o niilismo avassalador imposto pelo diretor Marchent servem como uma despedida amarga e violenta de um gênero que anunciava o fim de um ciclo após uma década de intensa produção em território europeu.
Condenados a Viver
Parasitas do Lodo (2014), de Fernando Menegatti (26’)
Com: Fábio Vergani, Ismael Sebben, Maura Ambrosi
Três indivíduos em troca de dinheiro sujo se condenam a uma vida claustrofóbica e doentia.
Parasitas do Lodo
Vancouver Caliber 9 (2014), de Caio D’Andrea (12’)
Com: Rochelle Okoye, Alexander Heymann, Mathew Baker
Franco, um gangster da velha guarda, está em uma missão para cumprir o último desejo de seu falecido chefe mafioso; suspeitando que seu ex-parceiro tem algo a ver com o roubo de uma grande quantia de dinheiro, Franco aceita um trabalho arriscado que poderá matá-lo, mas que também o fará se sentir vivo novamente.
Vancouver Caliber 9
Sexta-Feira da Paixão (2014), de Ivo Costa (12’)
Com: André Gulla, Avenina Lazarina, Cynthia Machado
Nunca Brinque com os Mortos.
Sexta Feira da Paixão

Kassandra (2013), de Ulisses da Motta Costa (25’)
Com: Renata Stein, Leandro Lefa, Maico Silveira
Paciente do sexo feminino. Vinte anos. Alucinações visuais. Delírios paranoicos. Muda. Mora só.
(Sessão com a presença do diretor)
 
Kassandra
O Estripador da Rua Augusta (2014), de Felipe M. Guerra e Geisla Fernandes (20’
Com: Mônica Mattos, Henrique Zanoni
O insólito encontro entre dois monstros no coração da Rua Augusta, em São Paulo. Mônica Mattos, musa do pornô nacional, encarna uma vampira sexy que busca saciar sua sede vagando pelo lado hardcore da noite paulistana.
(Sessão com a presença do diretor Felipe M. Guerra)
O Estripador da Rua Augusta


Canibal Tropical (2014), de Guilherme Soares Zanella e André Luís Garcia (5’)
Um sacrifício antropofágico de consumação totêmica.
(Sessão com a presença do diretor)
Canibal Tropical

Eu e A Loira (2011), de Lucas Calmon (11’)
Com: Daniela Guaraná, Helder Agostini, Felipe Haiut
Vicente nunca acreditou na história da lendária e mortal Loira do Banheiro. Por isso, ele jamais poderia imaginar que seus caminhos estavam traçados. Ainda mais, dessa forma.
Eu & A Loira


Cidade Média (2014), de Giordano Gil e Texas Wondracek (15’)
Com: Giordano Gil, Júlia Barth
Depois de uma festa a fantasia, um cara decide ir a pé para a casa.
(Sessão com a presença do diretor)
 
Cidade Média
Castillo Y El Armado (2014), de Pedro Harres (14’)
Numa noite de ventania, Castillo encontra sua própria brutalidade na linha do anzol.
(Sessão com a presença do diretor)
Castillo Y El Armado

Caçador (2014), de Taísa Marques e Rafael Duarte (20’)
Com: Samuel Reginatto, Paulo Marques
Sozinho pela primeira vez, um jovem caçador repensa sua vida ao defender as fronteiras de seu território.
(Sessão com a presença do diretor)
Caçador
O Anão (2014), de Diego Quadros (8’)
Com: Turista Universal, Anão de Jardim
A obsessão de um anão faz o homem atingir as raias da loucura.
(Sessão com a presença do diretor)
 
O Anão
Mal Passado (2013), de Julio Wong (20’)
Com: Alline Alves, Lui Strassburger, José Mojica Marins
Garoto vai para a casa da namorada e é algemado na cama antes de descobrir sobre os peculiares hábitos alimentares da família dela.
(Sessão com a presença do diretor)
 
Mal Passado

Síndrome de Lobisomem (2014), de Cláudio Guidugli (60’)
Com: Douglas Marascha, Luiz p.c. de Lima, Franciele Cacimiro
Um grupo de jovens planeja um fim de semana no campo, mas um psicopata transforma a aventura do grupo em um pesadelo sangrento.
(Sessão com a presença do diretor)
Síndrome de Lobisomem


Nocturnu (1998), de Dennison Ramalho (11’)
Com: Denise V, Fábio Seelig, David Camargo.
Um casal de vampiros surge das entranhas de um navio, partindo em busca de carne humana e sangue como alimento. Marco do cinema de horror gaúcho
(Sessão com a presença do diretor)
Nocturnu

Amor Só de Mãe (2002), de Dennison Ramalho (21’)
Com: Débora Muniz, Everaldo Pontes, Vera Barreto Leite
Numa aldeia de pescadores, acontecimentos macabros se desenrolam numa noite de satanismo, morte e orações à Nossa Senhora da Cabeça.
(Sessão com a presença do diretor)
Amor Só de Mãe

Ninjas (2009), de Dennison Ramalho (23’)
Com: Flávio Bauraqui, André Luis Patrício, Carlos Meceni
Em crise após matar inocente durante ação na favela, policial militar é introduzido na unidade dos "Ninjas" - grupo de extermínio que se dedica a eliminar sadicamente suspeitos de crimes violentos.
(Sessão com a presença do diretor)
Ninjas


Sessão Aurora Supresa: Um clássico seminal do horror moderno. Uma das obras mais impactantes do cinema dos anos 1970 completa 40 anos.


A Maldição do Sanguanel (2014), de Felipe M. Guerra, Eliseu Demari, Rafael Giovanella e Ricardo Ghiorzi (71’)
Com: Oldina Cerutti do Monte, Álvaro Guerra, Eliseu Demari
O Sanguanel é uma criatura que povoou o imaginário popular dos imigrantes italianos no Brasil e os assombrou durante mais de meio século. Nesta antologia de histórias de horror, quatro diretores independentes (Felipe M. Guerra, Eliseu Demari, Rafael Giovanella e Ricardo Ghiorzi) apresentam suas diferentes visões sobre esta que é uma das mais aterrorizantes lendas ítalo-brasileiras.
A Maldição do Sanguanel
Achuras 2 (2013), de Manuel Facal (60’)
A banda de rock'n'roll Olgas resolve passar um fim de semana em uma casa, onde 12 anos antes ocorrerá um massacre que a tornou conhecida como a “casa da matança de Pinares”. A vocalista Agustina, auto-proclamada "a filha de Satã", decide fazer contato com os espíritos através da tábua ouija. A invocação libera o puro mal, fazendo com que a história se repita e o sangue volte a jorrar.  
(Sessão com a presença do diretor)


Ruído Branco, de Matheus Neiss e Lucas Sá (7’)
Com: Marcelo Barros, Neuri Putzke
Um garoto assiste um DVD, o #03.
Ruído Branco
O Carniçal (2014), de Rubens Mello (12’)
Com: Victor Fernandes , Lenny Dark, José Mojica Marins
Com a chegada de um bando de ciganos, segredos obscuros virão a tona transformando fatalmente a vida de um homem e de sua estranha família.
O Carniçal
Berenice (2011), de Leandro Engelke e Vinícius Lopes (10’)
Com: Frederico Vasques, Natália Karam
Numa casa destruída um homem se confronta com uma memória.
(Sessão com a presença dos diretores)


O Terno do Zé (2012), de Fabiano Soares (20’)
Com: Carlo Mossi, Antônio Pitanga
Flávio é um diretor de cinema, famoso nos anos 70, mas que caiu no ostracismo, e atualmente tenta de tudo para ter de volta a fama de outrora. E está disposto a tentar até mesmo aquilo em que não acredita. Mas uma dívida sobrenatural pode acabar atrapalhando a sua carreira.
O Terno do Zé
Ia Dizer que Voltei (2014), de Mateus Frazão (30’)
Com: Maria do Horto Coelho, Gregory Debaco, Rafaela Giacomelli
Após um longo período longe de sua família, Robert decide voltar ao lar. Porém, ele não faz ideia da surpresa que terá em seu retorno
(Sessão com a presença do diretor)
Ia Dizer Que Voltei


APOIO: DIRTY OLD MAN / DROID STUDIO / THE RAVEN RESTAURANT / AGRIDOCE CAFÉ / SALA P.F.GASTAL / PULPO CULTURAL / BIKEDROPS / SHUNNA

quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

9ª Mostra Cinema e Direitos Humanos no Hemisfério Sul




Entre os dias 2 e 7 de dezembro, acontece na Sala P. F. Gastal da Usina do Gasômetro (3º andar) a 9ª Mostra Cinema e Direitos Humanos no Hemisfério Sul. A programação tem entrada franca.

Inspirada nos 50 anos do golpe civil-militar, a 9ª Mostra Cinema e Direitos Humanos no Hemisfério Sul será realizada de 3 de novembro a 20 de dezembro nas 26 capitais eno Distrito Federal, e em 1.000 pontos culturais fora das capitais urbanas entre janeiro e março de 2015. O evento traz também outros debates acerca dos direitos humanos, com filmes que abordam temas como população LGBT e enfrentamento da homofobia, questões culturais e territoriais da população indígena, direitos da pessoa com deficiência, entre outros. As sessões serão: “Mostra Competitiva”, “Mostra Memória e Verdade”, “Mostra Homenagem Lúcia Murat” e “Sessão Inventar com a Diferença”.
 
Com entrada franca, a 9ª Mostra exibe ao todo 41 filmes, todos com sistema closedcaption e sessões que incluem audiodescrição, voltadas para pessoas com deficiência visual. A realização é daSecretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/PR), em parceria com o Ministério da Cultura (MinC) e a Universidade Federal Fluminense (UFF), com o apoio da Empresa Brasil de Comunicação (EBC) e Fundação Euclides da Cunha, alémdo patrocínio da Petrobras e do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

A “Mostra Memória e Verdade” é uma das exibições voltadas ao golpe de 1964, abordando questões sobre a ditadura e os contornos políticos do período. Os documentários “Setenta” (2013), de Emilia Silveira Brasil, e “Cabra Marcado para Morrer” (1984), de Eduardo Coutinho, estão entre as escolhas da curadoria.

A homenageada da 9ª edição do evento, a cineasta carioca Lúcia Murat, também segue o debate em torno dos anos de chumbo com um pequeno panorama de sua produção cinematográfica incluída na “Homenagem Lúcia Murat”.A convidada esteve envolvida com os movimentos políticos de resistência ao golpe, foi presa em 1971, e levou suas experiências para as telas do cinema com o fim da ditadura, após 1985. “O Brasil é uma marca constante na carreira de Lúcia Murat. Visto pela ótica estrangeira, dissecado em sua História remota ou contemporânea, nosso país vem ganhando um retrato complexo, amoroso e doloroso nos filmes de uma cineasta que é mais do que merecedora desta homenagem”, opina Rafael de Luna Freire, coordenador da mostra.

A novidade que o evento traz em 2014 são filmes produzidos não só na América do Sul, como nos outros anos, mas também em países do Hemisfério Sul, como Egito e Jordânia. A “Mostra Competitiva”com 24 longas, médiascurtas-metragens, em que as plateias elegem os melhores filmes através de votação popular, é destaque na programação, assim como a “Sessão Inventar com a Diferença”.Esta sessão exibe filmes-carta produzidos por alunos de escolas públicas do país que participaram do projeto “Inventar com a Diferença”, que levou cinema e direitos humanos para cerca de 300 escolas no primeiro semestre de 2014. O documentário “Pelas Janelas”, produzido por alunos da UFF a respeito do Inventar, também ganhará primeira projeção pública na sessão.

 “Compreendendo que, para avançar na realização progressiva dos Direitos Humanos, é necessário aprofundar o debate.Esperamos que esta mostra contribua para a construção de uma cultura de respeito e valorização das diferenças”, aposta Ideli Salvatti, ministra da SDH/PR.

Porto Alegre – RS - 2 a 7 de dezembro
Local:Sala P. F. Gastal - Av. Pres. João Goulart, 551 – Centro(51) 3289 8133/ (51) 3289 8137
Facebook Porto Alegre:https://www.facebook.com/pages/Mostra-Cinema-e-Direitos-Humanos-Porto-Alegre/571341659605250
Site: http://www.mostracinemaedireitoshumanos.sdh.gov.br/
Facebook Nacional:https://www.facebook.com/mostracinemaedireitoshumanos?fref=ts
Entrada Franca


Serviço:

Informações para a imprensa:
Fotos em alta para baixar:http://imprensa.divulgaaacao.com/- Senha: cine
Bruna Paulin – Assessoria de Flor em Flor – (51) 8407 0657 | brunapaulin@gmail.com

GRADE DE HORÁRIOS
2 a 7 de dezembro de 2014


2 de dezembro, terça-feira
20h
Filme de abertura Lúcia Murat
QUE BOM TE VER VIVA (Brasil, 1989, 95’)

3 de dezembro, quarta-feira
14h
Mostra Competitiva
AS CRIANÇAS DE CHOCÓ - ROLANDO VARGAS (COLÔMBIA, 2014, 24')
 RIO CIGANO - JULIA ZAKIA (BRASIL, 2013, 80')


16h
Mostra Competitiva
AMEAÇADOS -  JÚLIA MARIANO (BRASIL, 2014, 22’)
MOHAMED MAHMOUD...HERALD DOS REVOLUCIONÁRIOS - INES MARZOUK (EGITO, 2012, 11')
MATARAM MEU IRMÃO - CRISTIANO BURLAN (BRASIL, 2013, 77')

18h
Mostra Memória e Verdade
CABRA MARCADO PRA MORRER - EDUARDO COUTINHO (BRASIL, 1984, 119')

20h
Programa Inventar
PELAS JANELAS – CAROL PERDIGÃO, GUILHERME FARKAS, SOFIA MALDONADO, WILL DOMINGOS (BRASIL, 2014, 35`)
FILMES CARTA (BRASIL, 2014, 62`)


4 de dezembro, quinta-feira

14h
Mostra Competitiva – Sessão com audiodescrição  (sessão escola)
HOJE EU QUERO VOLTAR SOZINHO - DANIEL RIBEIRO (BRASIL, 2014, 95')
SOPHIA - KENNEL RÓGIS (BRASIL, 2013, 15')

16h
Mostra Lúcia Murat – Sessão com audiodescrição
UMA LONGA VIAGEM (Brasil, 2011, 95’)

18h
Mostra Memória e Verdade – Sessão com audiodescrição
CIDADÃO BOILESEN - CHAIM LITEWSKI (BRASIL, 2009, 92')

20h
Mostra Lúcia Murat
DOCES PODERES (Brasil, 1997, 93’)

5 de dezembro, sexta-feira

14h
Mostra Competitiva – Sessão com escola
O MERCADO DE NOTÍCIAS - JORGE FURTADO (BRASIL, 2014, 94’)
6 CUPS OF CHAI - LAILA KHAN (ÍNDIA, 2014, 7')

16h
Mostra Competitiva
JESSY - PAULA LICE, RODRIGO LUNA E RONEI JORGE (BRASIL, 2013, 15')
YVY MARAEY, TIERRA SIN MAL - JUAN CARLOS VALDIVÍA (BOLÍVIA, 2013, 105')

18h
Mostra Memória e Verdade
O DIA EM QUE DORIVAL ENCAROU A GUARDA - JORGE FURTADO E JOSÉ PEDRO GOULART (BRASIL, 1986, 14')
AÇÃO ENTRE AMIGOS - BETO BRANT (BRASIL, 1998, 76')

20h
Mostra Competitiva
A MORTE DE JAIME ROLDÓS - LISANDRA I. RIVERA, MANOLO SARMIENTO (EQUADOR/ARGENTINA, 2013, 125’)

6 de dezembro, sábado

14h
Mostra Competitiva
TOMOU CAFÉ E ESPEROU - EMILIANO CUNHA (BRASIL, 2013, 12'33")
A VIZINHANÇA DO TIGRE - AFFONSO UCHOA (BRASIL, 2014, 95')

16h
Mostra Competitiva
GROWING - TARIQ RIMAWI (JORDÂNIA, 2013, 5')
REQUÍLIA - RENATA DINIZ (BRASIL, 2013, 15'53")
GALUS GALUS - CLARISSA DUQUE (VENEZUELA, 2013, 12')
MEU AMIGO NIETZSCHE - FÁUSTON DA SILVA (BRASIL, 2013, 15’)
SANÃ - MARCOS PIMENTEL (BRASIL, 2013, 18')
QUILOMBO DA FAMILIA SILVA - SÉRGIO VALENTIM (BRASIL, 2012, 15')

18h
Mostra Lúcia Murat – Sessão com debate
BRAVA GENTE BRASILEIRA (Brasil, 2000, 103’)


7 de dezembro, domingo

14h
Mostra Competitiva
TEJO MAR - BERNARD LESSA (BRASIL, 2013, 20')
CESÓ LA HORRIBLE NOCHE - RICARDO RESTREPO (COLOMBIA, 2013, 25')
POLINTER - DAFNE CAPELLA (BRASIL, 2012, 56')

16h
Mostra Competitiva
LA JAULA DE ORO - DIEGO QUEMADA-DÍEZ (MÉXICO, 2013, 108')

18h
Mostra Memória e Verdade – Sessão com debate
SETENTA - EMILIA SILVEIRA (BRASIL, 2013, 96’) 

GRADE DE PROGRAMAÇÃO


LEGENDA:
R: roteiro
F: direção de fotografia
E: edição
S: som
P: produção
EL: elenco
EP: empresa produtora

Programação Porto Alegre
2 à 7 de dezembro

2 de dezembro, terça-feira
20h
Filme de abertura Lúcia Murat
QUE BOM TE VER VIVA (Brasil, 1989, 95’)
Duas décadas depois, oito ex-presas políticas falam sobre a luta e a tortura vividas durante o regime militar brasileiro e a experiência de ter sobrevivido. Entre os depoimentos, delírios e confissões de uma personagem anônima, que reflete sobre o peso de ter sobrevivo lúcida às torturas.
R - Lúcia Murat
F – Walter Carvalho
E – Vera Freire
EL – Irene Ravachel
Classificação indicativa: 16 anos

3 de dezembro, quarta-feira

14h
Mostra Competitiva
AS CRIANÇAS DE CHOCÓ - ROLANDO VARGAS (COLÔMBIA, 2014, 24')
Um olhar na vida de crianças indígenas na região de Darién (Colômbia-Panamá) que precisam andar por horas até a escola todos os dias para conseguir educação em uma cultura diferente. O documentário explora a motivação das crianças e como eles conseguem ter um equilíbrio complexo entre a tradição e a modernidade.
R - Rolando Vargas
F - Rolando Vargas
E - Rolando Vargas
População tradicional (indígena)
Classificação indicativa: LIVRE

RIO CIGANO - JULIA ZAKIA (BRASIL, 2013, 80')
Uma cigana atravessa mundos para salvar sua grande amiga de infância de uma condessa sanguinária.
R - Julia Zakia
F - Adrian Cooper
E - Ide Lacreta
EP - Superfilmes e Gato do Parque
EL - Georgette Fadel, Silma e Ciça Ferraz, Leuda Bandeira
População tradicional (cigana) / Mulher / infância
Classificação indicativa: 14 anos

16h
Mostra Competitiva
AMEAÇADOS -  JÚLIA MARIANO (BRASIL, 2014, 22’)
Sinopse: No Brasil profundo, onde lei e justiça dependem de nome e sobrenome, a luta por um pedaço de terra vira uma questão de vida ou morte. Ameaçados mostra pequenos agricultores do sul e sudeste do Pará que seguem no sonho de conseguir terra pra plantar e uma casa para viver.
R - Júlia Mariano
F - Júlia Mariano
E - Julia Bernstein
EP – Osmose Filmes
Direito a terra / proteção aos defensores de Direitos Humanos / democracia e direitos humanos
Classificação indicativa: 12 anos

MOHAMED MAHMOUD...HERALD DOS REVOLUCIONÁRIOS - INES MARZOUK (EGITO, 2012, 11')
Video-jornalista reconta sua cobertura dos conflitos em Mohamed Mahmoud, a rua que ficou famosa pelos embates entre as forças de segurança e manifestantes durante os protestos contra o Conselho Supremo da Forças Armadas egípcias em novembro de 2011. O curta-metragem apresenta o material gravado nos sete dias da violenta repressão contra manifestantes que resultou em feridos graves e um grande número de mortos. O filme inclui ainda a reencenação da experiência vivida pela jornalista e entrevistas com manifestantes presentes no acontecimento narrado.
R - Ines Marzouk
F - Haitham Zaki
E - Mahmoud Metwaly
EP - Al Masry Al Youm
Democracia e Direitos Humanos / Mulher
Classificação indicativa: 12 anos

MATARAM MEU IRMÃO - CRISTIANO BURLAN (BRASIL, 2013, 77')
Reconstituindo os detalhes da morte de seu irmão, Rafael Burlan da Silva, ocorrida há 12 anos, o cineasta Cristiano Burlan lança-se a uma jornada pessoal que conduz ao coração de um círculo de violência em torno dos bairros da periferia paulistana. Explorando as razões do envolvimento do irmão com drogas e roubo de carros, o diretor expõe partes de sua própria história familiar, ouvindo parentes e amigos cujos depoimentos trazem à tona os destinos de diversos personagens, mapeando o histórico de dolorosas feridas emocionais.
R - Cristiano Burlan
F - Rafael Nobre
E - Lincoln Péricles e Cristiano Burlan
EP - Bela Filmes Produções LTDA ME
Periferia / Violência urbana
Classificação indicativa: 12 anos

18h
Mostra Memória e Verdade
CABRA MARCADO PRA MORRER - EDUARDO COUTINHO (BRASIL, 1984, 119')
Em 1964, o CPC da UNE inicia um filme sobre a vida de João Pedro Teixeira, líder da Liga Camponesa de Sapé (PB), assassinado por latifundiários, que inclui uma reconstituição ficcional do evento político que levou a sua morte. A viúva de João Pedro, Elizabeth, e outros camponeses participam das filmagens. Mas os trabalhos são interrompidos por conta do golpe militar. 17 anos depois, Coutinho retoma o projeto e vai atrás dos personagens, encontrando Elizabeth na clandestinidade e sem contato com muitos de seus filhos.
R – Eduardo Coutinho
F - Edgar Moura, Fernando Duarte
E – Eduardo Escorel
Classificação indicativa: 12 anos

20h
Programa Inventar
PELAS JANELAS – CAROL PERDIGÃO, GUILHERME FARKAS, SOFIA MALDONADO, WILL DOMINGOS (BRASIL, 2014, 35`)
Ao longo de 3 meses, uma equipe formada por quatro estudantes universitários de Cinema e Audiovisual acompanhou parte dos processos e experiências dos projeto de cinema, educacão e direitos humanos “Inventar com a Diferença”, realizado em escolas espalhadas por todo o território nacional. 
F – Carol Perdigão
E – Will Domingos
S – Guilherme Farkas
P – Sofia Maldonado
Classificação indicativa: LIVRE

FILMES CARTA (BRASIL, 2014, 62`)
Classificação indicativa: LIVRE

4 de dezembro, quinta-feira

14h
Mostra Competitiva – Sessão com audiodescrição  (sessão escola)
HOJE EU QUERO VOLTAR SOZINHO - DANIEL RIBEIRO (BRASIL, 2014, 95')
Leonardo, um adolescente cego, tenta lidar com a mãe superprotetora ao mesmo tempo em que busca sua independência. Quando Gabriel chega na cidade, novos sentimentos começam a surgir em Leonardo, fazendo com que ele descubra mais sobre si mesmo e sua sexualidade.
R - Daniel Ribeiro
F - Pierre de Kerchov
E - Cristian Chinen
EP - Lacuna Filmes
EL - Guilherme Lobo, Fabio Audi, Tess Amorim
População LGBT / Juventude / pessoas com deficiência visual
Classificação indicativa: 12 anos

SOPHIA - KENNEL RÓGIS (BRASIL, 2013, 15')
Na busca por entender melhor o universo de Sophia, Joana, mãe dedicada, passa por belíssimas experiências sensoriais. Uma singela história de amor cercada de poesia visual e sonora.
R - Kennel Rógis
F - Breno César
E - Kennel Rógis e Breno César
EP - Kennel Rógis
EL - Joana Marques, Isabelly Domingos
Mulher/ pessoas com deficiência (auditiva) / infância
Classificação indicativa: LIVRE


16h
Mostra Lúcia Murat – Sessão com audiodescrição
UMA LONGA VIAGEM (Brasil, 2011, 95’)
Através de cartas, entrevistas e depoimentos, conta-se a história do caçula de três irmãos, enviado pela família para Londres em 1969, para não seguir os passos da irmã mais velha e entrar para a luta armada contra a ditadura. O rapaz viaja o mundo enquanto a irmã é presa e torturada no Brasil. Décadas depois, a morte do terceiro irmão impulsiona o resgate da memória dessas viagens e das relações familiares.
R – Lúcia Murat
F – Dudu Miranda
E – Mair Tavares
EL – Caio Blat
Classificação indicativa: 12 anos

18h
Mostra Memória e Verdade – Sessão com audiodescrição
CIDADÃO BOILESEN - CHAIM LITEWSKI (BRASIL, 2009, 92')
Através de diversos depoimentos, o documentário revela as ligações de Henning Albert Boilesen (1916-1971), presidente do grupo Ultra, da Ultragaz, com a ditadura militar. Seu apoio financeiro, assim como de muitos outros empresários, ao movimento de repressão violenta e também a sua participação na criação da temível Oban – Operação Bandeirante, espécie de pedra fundamental do Doi-Codi.
R – Ana Paula Brasil
F – Brian Walshe, Claisson Vidal Linhares, Fernando Carvalho, José Carlos Asbeg, Jorge Mansur, Paulo Jacinto dos Reis, Ricardo Lobo
E – Pedro Asbeg
Classificação indicativa: 14 anos

20h
Mostra Lúcia Murat
DOCES PODERES (Brasil, 1997, 93’)
A jornalista Bia Jordão aceita o cargo de chefe da sucursal de Brasília de uma grande rede de televisão. Na capital, a maioria dos profissionais foi trabalhar em campanhas eleitorais por salários altíssimos e Bia se encontra sob forte pressão na hora de cobrir e transmitir as eleições.
R – Lúcia Murat
F – Antônio Luiz Mendes Som Direto – Heron Alencar, Chico Bororo
E – Cezar Migliorin e Vera Freire
Produção – Taiga Filmes e Vídeo
EL – Marisa Orth, Antônio Fagundes, José de Abreu, Otávio Augusto, Luís Antonio Pilar
Classificação indicativa: 16 anos

5 de dezembro, sexta-feira

14h
Mostra Competitiva – Sessão com escola
O MERCADO DE NOTÍCIAS - JORGE FURTADO (BRASIL, 2014, 94’)
O filme traz os depoimentos de treze importantes jornalistas brasileiros sobre o sentido e a prática de sua profissão, as mudanças na maneira de consumir notícias, o futuro do jornalismo, e também sobre casos recentes da política brasileira, onde a cobertura da imprensa teve papel de grande destaque.
R - Jorge Furtado
F - Alex Sernambi / Jacob Solitrenick
E - Giba Assis Brasil
EP – Casa de Cinema de Porto Alegre
Proteção aos defensores de Direitos Humanos / liberdade de expressão / democracia e Direitos Humanos
Classificação indicativa: 10 anos

6 CUPS OF CHAI - LAILA KHAN (ÍNDIA, 2014, 7')
Dharavi, um menino que trabalha como vendedor de chá e mora na favela mais pobre de Mumbai. Dharavi, tem um simples desejo: ir para a escola como as outras crianças.
R - Antariksh Jain
F - Sayak Battachariya
E - Arkav Bannerjee
EP - Brainworks Picture Company
EL - Ved Dharmendra, Harshiv Dave
Periferia / cidade / infância / trabalho infantil
Classificação indicativa: LIVRE

16h
Mostra Competitiva
JESSY - PAULA LICE, RODRIGO LUNA E RONEI JORGE (BRASIL, 2013, 15')
Jessy é a versão curta do documentário Jéssica Cristopherry, e assim se chamavam todas as personagens da infância de Paula Lice. Atriz, dramaturga e mulher, Paula conta com o apoio das Drag Queens para resgatar Jéssica e realizar o desejo de ser transformista. O filme de estreia da Buh!fu Filmes, parceria entre os artistas Rodrigo Luna, Ronei Jorge e Paula Lice, documenta a construção de Jéssica e homenageia carinhosamente a cena transformista soteropolitana.
R - Paula Lice, Rodrigo Luna e Ronei Jorge
F - Jeronimo Soffer
E - Renato C. Gaiarsa e Rodrigo Luna
EP - Movioca Content House
EL - Paula Lice/Jéssica Cristopherry, Aldo Zeck/Ginna d’Mascar, Bruno Santiago/Carolina Vargas, Jean Carlos Macedo/Mitta Lux, Luiz Santana/Rainha Loulou e Valécio Santos/Valerie O'rarah
Mulher / população LGBT
Classificação indicativa: 12 anos

YVY MARAEY, TIERRA SIN MAL - JUAN CARLOS VALDIVÍA (BOLÍVIA, 2013, 105')
Um cineasta e um líder indígena viajam juntos pelas florestas do sudoeste boliviano, com a intenção de fazer um filme sobre a cultura guaraní. O ponto de partida é um filme de 1911 do explorador Erland Nordenskiöld. Mas o presente mostra uma realidade muito mais intense que a nostalgia de um mundo perdido para sempre.
R - Juan Carlos Valdívia, Elio Ortíz
F - Paul de Lumen
E - Juan Pablo Di Bitonto
EP - Cinenomada
EL - Juan Carlos Valdivia, Elio Ortiz, Felipe Román, Francisco Acosta, Diego Picaneray, José
Changaray, Carla Arana, Luciano Goméz
População tradicional (indigena)
Classificação indicativa: 14 anos

18h
Mostra Memória e Verdade
O DIA EM QUE DORIVAL ENCAROU A GUARDA - JORGE FURTADO E JOSÉ PEDRO GOULART (BRASIL, 1986, 14')
Dorival chega em seu limite e resolve enfrentar tudo e todos para conseguir o que quer, trata-se de um homem na luta desigual contra um sistema sem lógica nem humanidade.
R – Jorge Furtado, José Pedro Goulart, Ana Luiza Azevedo, Giba Assis Brasil
F– Christian Lessage Música – Augusto Licks
E– Giba Assis Brasil
EL – João Acaiabe, Pedro Santos, Zé Adão Barbosa, Sirmar Antunes, Luiz Emílio Straussburguer
Classificação indicativa: 14 anos

AÇÃO ENTRE AMIGOS - BETO BRANT (BRASIL, 1998, 76')
Miguel, Paulo, Osvaldo e Elói, companheiros de luta política, cárcere e tortura durante o regime militar, se encontram 25 anos depois para uma pescaria. Miguel então revela aos amigos que acredita que o homem que os torturou na prisão está vivo, e mostra uma foto. Reações adversas e memórias se mesclam a revelações sobre o passado e um novo plano para o presente.
R– Beto Brant, Marçal Aquino, Renato Ciasca
F – Marcelo Durst
E – Mingo Gatozzi
EL – Zecarlos Machado, Leonardo Villar, Carlos Meceni, Cacá Amaral, Genésio de Barros
Classificação indicativa 14 anos

20h
Mostra Competitiva
A MORTE DE JAIME ROLDÓS - LISANDRA I. RIVERA, MANOLO SARMIENTO (EQUADOR/ARGENTINA, 2013, 125’)
O destino trágico do primeiro retorno à democracia na América Latina é o ponto de partida de um intenso relato que combina jornalismo com invstigação, ensaio cinematográfico e drama pessoal. Com o fim de questionar o silêncio que pesa nos ombros de um país inteiro, o filme percorre a história desconhecida e surpreendente do Equador, o drama shakesperiano de três órfãos vítimas da luta de suas famílias pelo poder e o papel implacável da verdade oficial.
R - Manolo Sarmiento, Daniel Andrade
F - Daniel Andrade
E - Manoela Ziggiatti, Sergio Venturini
EP - La Maquinita
Ditadura, Memória e Verdade
Classificação indicativa: 10 anos

6 de dezembro, sábado

14h
Mostra Competitiva
TOMOU CAFÉ E ESPEROU - EMILIANO CUNHA (BRASIL, 2013, 12'33")
Carlos vai até a cozinha e prepara um café. O tempo que separa o ontem do agora.
R - Emiliano Cunha
F - João Gabriel de Queiroz
E - Bruno Carboni
EP - Tokyo Filmes
EL - Milton Mattos, Vilma Loner, Marcos Verza, Ana Maria Mainieri
Pessoas idosas
Classificação indicativa: 12 anos

A VIZINHANÇA DO TIGRE - AFFONSO UCHOA (BRASIL, 2014, 95')
Juninho, Menor, Neguinho, Adilson e Eldo são jovens moradores do bairro Nacional, periferia de Contagem (MG). Divididos entre o trabalho e a diversão, o crime e a esperança, cada um deles terá de encontrar modos de superar as dificuldades e domar o tigre que carregam dentro das veias.
R - Affonso Uchoa, João Dumans, Aristides de Sousa, Maurício Chagas, Wederson Patrício, Eldo Rodrigues, Adílson Cordeiro
F - Affonso Uchoa
E - Luiz Pretti, Affonso Uchoa, João Dumans
EP - Katásia Filmes
EL - Aristides de Sousa, Maurício Chagas, Wederson Patrício, Eldo Rodrigues, Adílson Cordeiro
População Negro / Periferia / Violência
Classificação indicativa: 12 anos



16h
Mostra Competitiva
GROWING - TARIQ RIMAWI (JORDÂNIA, 2013, 5')
Uma criança brinca com uma arma de brinquedo e cresce junto com ela.
R - Tariq Rimawi
F - Mahmoud Hindawi
E - Tariq Rimawi
EP - Ma3mal Think Factory 612
Vítimas da guerra / Violência / infância
Classificação indicativa: LIVRE

REQUÍLIA - RENATA DINIZ (BRASIL, 2013, 15'53")
Todos os dias, um garotinho de sete anos pega o ônibus para a escola com sua babá. Numa manhã, encontra na parada alguém diferente das outras pessoas. O curta-metragem Requília conta a história de uma amizade inesperada entre personagens de diferentes gerações e classes sociais. Num cenário de passagem onde ninguém se olha nem se fala, nasce uma relação sutil, leve e bonita. A infância e a velhice, a lembrança e o tempo costuram a história.
R - Renata Diniz
F - André Carvalheira
E - Sara Paracchini
EP - Caza Filmes
EL - Dimer Monteiro, Henrique Bernardes, Camila Guerra
Pessoas em situação de rua / infância
Classificação indicativa: LIVRE

GALUS GALUS - CLARISSA DUQUE (VENEZUELA, 2013, 12')
Talvez, alguma vez, teve uma família, foi amado, esperado e desejado. Hoje é só uma sombra entre as sombras do dia que começa e que ninguém vê, que amanhece na calçada e que remexe no lixo para ganhar uns trocados com as embalagens vazias e assim poder sobreviver um dia mais. Até que uma manhã, a vida cruza seu caminho. Chega a ele a alegria da amizade em meio ao lixo, onde procura relíquias para fazer poesia. Que forças malignas poderão separar este homem de seu amigo fiel?
R - Clarissa Duque
F - Alex Robaina
E - Jonathan Pellicer
EP - AWAPRODUCCIONES, CNAC
EL - Leonidas Urbina
Pessoas em situação de rua
Classificação indicativa: LIVRE

MEU AMIGO NIETZSCHE - FÁUSTON DA SILVA (BRASIL, 2013, 15’)
O improvável encontro entre Lucas e Nietzsche será o início de uma grande revolução na mente do garoto, em sua família e na sociedade. Ao final, ele não será mais um menino. Será uma dinamite.
R - Tatianne Pereira da Silva
F - Andre Lavenere
E - Fáuston da Silva
EL - André Bezerra; Simone Marcelo; Juliana Drummond
EP - Fáuston Filmes Ltda
Infância
Classificação inidcativa: LIVRE

SANÃ - MARCOS PIMENTEL (BRASIL, 2013, 18')
No interior do estado do Maranhão, um menino e suas buscas pela imensidão da paisagem.
R - Marcos Pimentel e Ivan Morales Jr.
F - Matheus Rocha
E - Ivan Morales Jr.
EP - Tempero Filmes
População albina / infância
Classificação indicativa: LIVRE

QUILOMBO DA FAMILIA SILVA - SÉRGIO VALENTIM (BRASIL, 2012, 15')
Este documentário conta a história do primeiro quilombo urbano reconhecido e titulado do Brasil, localizado em uma área nobre, próximo ao centro de Porto Alegre. A resistência desse povo evoca os antepassados que lutaram pela liberdade e que hoje lutam pelos seus direitos e pelas terras que habitam há quase cem anos.
R - Sérgio Valentim
F - Josemar Albino e Sergio Valentim
E - Thais Fernandes
EP - Coletivo Catarse
EL - Lorivaldino da Silva e Ligia da Silva
População Negra / população tradicional (Quilombola)
Classificação indicativa: LIVRE

18h
Mostra Lúcia Murat – Sessão com debate
BRAVA GENTE BRASILEIRA (Brasil, 2000, 103’)
Em meados do século XVIII na região pantaneira, soldados portugueses acompanham o cartógrafo Diogo em seu levantamento topógrafico para a Coroa. O grupo se dirige ao Forte Coimbra, posto em permanente estado de guerra com os indígenas ao redor. Em meio ao conflito e a carnificina, se forma um terceiro mundo, onde os valores indígenas e portugueses já não existem.
R – Lúcia Murat
F – Antonio Luiz Mendes
E – Mair Tavares e Cezar Migliorin
EL – Diogo Infante, Floriano Peixoto, Vanessa Marcelino, Luciana Rigueira
Classificaçào indicativa: 16 anos



7 de dezembro, domingo

14h
Mostra Competitiva
TEJO MAR - BERNARD LESSA (BRASIL, 2013, 20')
João, um estudante português de teatro, está terminando sua temporada de estudos no Rio de Janeiro. É sua última semana deste lado do oceano e ele redescobre o Rio de Janeiro no qual chegou há 10 meses.
R - Bernard Lessa
F - Bernard Lessa e Denis Augusto
E - Bernard Lessa
EL - Welket Bungué, Luísa Pitta, Paula Durand e Julia Deccache
População negra / Imigração
Classificação indicativa: 10 anos

CESÓ LA HORRIBLE NOCHE - RICARDO RESTREPO (COLOMBIA, 2013, 25')
Durante mais de 65 anos o material fílmico de Roberto Restrepo R. (1897 - 1956) permaneceu esquecido. Hoje seu neto descobriu o material e encontrou, através de suas imagens e relatos, um país cheio de surpresas e incertezas. O documentário dará vida ao passado através do arquivo fílmico dando ênfase à atualidade de seus conteúdos, e convidando os espectadores de hoje e de amanhã, a uma profunda reflexão sobre nosso destino como sociedade.
R - Ricardo Restrepo, Roberto Restrepo
F - Roberto Restrepo
E - Enrico Mandirola
EP - Pathos Audiovisual
Democracia e direitos humanos / memória e verdade
Classificação indicativa: LIVRE

POLINTER - DAFNE CAPELLA (BRASIL, 2012, 56')
Na caçamba abafada de um camburão policial, prisioneiros são transferidos de uma penitenciária à outra. Detidos, em sua maioria, por pequenos furtos ou crimes contra o patrimônio, eles se encontram agora em um limbo burocrático, compartilhando celas superlotadas que legalmente não existem. Apesar de parecer um romance Kafkiano, trata-se do dia-a-dia da Polinter, o sistema prisional do Rio de Janeiro.
R - Dafne Capella
F - Tito Manu e Jonathan Riquebourg
E - Isabel Castro
EP - ABRASIVA
Pessoas em situação de cárcere / Direitos Humanos e segurança pública
Classificação indicativa: 14 anos

16h
Mostra Competitiva
LA JAULA DE ORO - DIEGO QUEMADA-DÍEZ (MÉXICO, 2013, 108')
Três Jovens dos bairros baixos da Guatemala viajam aos EUA em busca de uma vida melhor. No caminho para o México conhecem Chauk, um indigena da serra de Chiapas que não fala espanhol. Viajando juntos em trens de carga, caminhando nas vias do trem, em breve terão que enfrentar uma dura realidade.
R - Diego Quemada-Díez, Gibrán Portela, Lucia Carreras
F - María Secco
E - Paloma López
EP - Machete Producciones
EL - Brandon López, Rodolfo Domínguez, Karen Martínez, Carlos Chajon, Héctor Tahuite
Imigração / Violência / crianças e adolescentes
Classificação indicativa: 14 anos



18h
Mostra Memória e Verdade – Sessão com debate
SETENTA - EMILIA SILVEIRA (BRASIL, 2013, 96’)
1970: Em plena ditadura militar, o embaixador suíço no Brasil é sequestrado. Depois de quarenta dias de negociações, o embaixador Giovanni Bucher é trocado por setenta presos políticos que são banidos para o Chile. Setenta reencontra esses personagens quarenta anos depois. Como vivem? Que, são eles? Como superaram a tortura, a prisão, o exílio e como reconstruíram suas vidas.
R - Sandra Moreyra
F - Vinicius Brum
E - Joana Collier
Classificação indicativa: 12 anos