quinta-feira, 26 de março de 2015

Madrugada Slasher



No sábado, 28 de março, às 23h59, acontece na Sala P. F. Gastal da Usina do Gasômetro (3º andar) a Madrugada Slasher, com exibição de três clássicos do horror oitentista, Chamas da Morte, de Tony Maylam, Quem Matou Rosemary?, de Joseph Zito e Noite Infernal, de Tom DeSimone até a manhã de domingo. Os filmes serão exibidos em cópia digital, com legenda em português. Entre as sessões, haverá coffee break e discotecagem no espaço. A entrada é franca.  


MADRUGADA SLASHER

Em 1971 Mario Bava, um dos mestres do cinema fantástico italiano, realizou “Banho de Sangue” (Reazione a Catena), uma obra de horror que sedimentava os fundamentos básicos de um subgênero que passaria ser conhecido como “slasher movie’. Basicamente um slasher é caracterizado pela presença de um assassino misterioso, em geral mascarado, que movido por um código particular faz uso de crueldade requintada para deixar uma pilha de cadáveres pelo caminho. As vítimas costumam ser jovens que na busca por sexo e diversão acabam de alguma forma transgredindo as regras pessoais do matador, sendo por isso punidas. Mas foi com o surgimento de Michael Myers, o maníaco criado por John Carpenter em “Halloween” (1978), e com o não menos famigerado Jason Vorhees, de “Sexta-Feira 13” (Friday The 13th / 1980), de Sean S. Cunningham, que o gênero tornou-se popular. O sucesso comercial de “Sexta-Feira 13” fez proliferar durante a década de oitenta dezenas de produções do gênero.

E para homenagear esse subgênero tão amado pelos fãs de cinema fantástico, a Sala P.F. Gastal realizará uma maratona madrugada adentro com três filmes de 1981 que marcaram o início desta febre no cinema de horror,"Chamas da Morte" (The Burning), de Tony Maylam, "Quem Matou Rosemary?" (The Prowler), de Joseph Zito, e "Noite Infernal" (Hell Night), de Tom DeSimone. A maratona iniciará às 23h59 de sábado indo até às 6h da manhã de domingo. Venha passar uma madrugada de horror e diversão na Usina do Gasômetro. No intervalo das sessões será servido um coffee break ENTRADA FRANCA.




Chamas da Morte (The Burning / 1981)
Dir: Tony Maylam. Com: Jason Alexander, Brian Backer, Leah Ayres Após ter seu corpo queimado acidentalmente, homem enlouquece e retorna ao acampamento de verão onde ocorreu o incidente para se vingar dos jovens que o desfiguraram.









Quem Matou Rosemary? (The Prowler / 1981)
Dir: Joseph Zito. Com: Vicky Dawson, Christopher Goutman, Lawrence Tierney Maníaco vestindo uma farda da 2° Guerra Mundial começa a perseguir e assassinar com requintes de crueldade um grupo de jovens que se prepara para um baile, rememorando um crime ocorrido na cidade 35 anos antes.








Noite Infernal (Hell Night / 1981).

Dir: Tom DeSimone. Com: Linda Blair, Vincent Van Patten, Peter Barton Como parte do trote de uma fraternidade, grupo de universitários são obrigados a passar a noite em uma antiga mansão deserta. Porém, a casa não está tão vazia quando eles pensam, e a morte ronda a todos.

quarta-feira, 25 de março de 2015

Obras-Primas da Geórgia





A partir de terça-feira, 31 de março, a Sala P. F. Gastal da Usina do Gasômetro (3º andar) apresenta o ciclo Obras-primas da Geórgia, com cinco filmes marcantes do país situado na fronteira entre a Europa e a Ásia. Com projeções em blu-ray, a mostra apresenta filmes realizados entre 1929 e 2012, incluindo três corajosas obras críticas do período em que a nação vivia sob o domínio da União Soviética. A mostra é uma co-realização com a Embaixada da Geórgia. Os ingressos custam R$ 4,00.    

Entre os destaques da programação, está o raríssimo A Minha Vó (1929), de Kota Miqaberidze, uma sátira ao então jovem sistema estatal soviético que ficou proibida no país por 40 anos. Também será exibido Pirosmani (1969), de Giorgi Shengelaia, que conta a vida do pintor primitivista georgiano Niko Pirosmani, um exemplares mais ricos da nouvelle vague da região. Vencedor do Grande Prêmio do Júri e do prêmio da crítica no Festival de Cannes de 1987, o filme Constrição, de Tengiz Abuladze, mestre do cinema do leste europeu, também faz parte da mostra. 


O cinema na Geórgia começou em 1910 com documentários que falavam sobre a sociedade da época. Durante a Segunda Guerra Mundial, a produção passou a servir à União Soviética, limitando tanto a escolha de temas quanto a estética. Entre 1960 a 1970 os cineastas conseguiram driblar a censura e lançar filmes cheios de ironias e com fortes críticas sociais. Após o período da guerra e a queda do império soviético, o cinema georgiano ocupou um importante papel na reestruturação social e psicológica do povo do país.


GRADE DE PROGRAMAÇÃO

A Minha Avó (Chemi Bebia – 1929, Comédia/Drama, 65 min, 14 anos)
Direção: Kota Miqaberidze
Elenco: Aleqsandre Takaishvili, Bella Chernova, E. Ovanov


Os executivos da “TORK” descansam todo o dia, folheiam papéis, fumam e comem, brincam com caminhões de brinquedo e atiram aviõezinhos de papel. O gerente de negócios, que comete suicídio quando uma datilógrafa recusa seu amor, é substituído por um outro homem não identificado. O novo gerente se parece muito com seu antecessor. Quando um trabalhador aparece nos escritório com um pedido de cinqüenta rublos para restaurar a produção, os executivos e funcionários ficam temporariamente abalados. Exibição em blu-ray.


Pirosmani (Pirosmani – 1969, Biografia, 85 min, 12 anos)
Direção: Giorgi Shengelaia
Elenco: Avtandil Varazi, Dodo Abashidze, Givi Aleqsandria

Niko Pirosmanashvili, um pintor autodidata que vive em Kakheti , chega à capital e tenta trabalhar no comércio. Ele falha em ser um bom comerciante e ao invés disso começa a pintar e pinta quase todos os restaurantes na cidade, sem saber nada sobre o valor de sua pintura. É preciso dois pintores georgianos ocidentais para apreciar as pinturas de Niko mas isso o leva a alienação de seus colegas e do resto da sociedade. Exibição em blu-ray.

Constrição (Repentance – 1986, Comédia/Drama, 156 min, 12 anos)
Direção: Tengiz Abuladze
Elenco: Avtandil Makharadze, Ia Ninidze, Merab Ninidze, Zeinab Botsvadze, Ketevan Abuladze

Varlam Aravidze, um membro do alto escalão do Governo bolchevique é cúmplice na morte de milhares de pessoas inocentes durante o período da repressão. Depois de muitos anos, Ketevan, filha dos pais reprimidos, cava o corpo de Aravidze de seu túmulo e conta sua história para a sociedade estarrecida. O neto Aravidze, Tornike aprende toda a verdade sobre os negócios de seu avô. O conflito com o pai e a verdade revelada levam Tornike à decisão de cometer suicídio. Exibição em DVD.


A Outra Margem (Gagma Napiri – 2009, Drama, 90 min, 14 anos)
Direção: Giorgio Ovashvili
Elenco: Tedo Bekauri, Galoba Gambaria, Nika Alajaev, Tamara Meshki

Há muitos obstáculos na vida de um menino de 12 anos, que pertence à geração que estava sujeita ao deslocamento em massa. A guerra civil levou tudo que Luka sempre sonhou. O filme é sobre a luta de Tedo para recuperar suas esperanças. Exibição em blu-ray.


Continue Sorrindo (Gaigimet – 2012, Comédia/Drama, 60 min, 16 anos)
Direção: Rusudan Chkonia Elenco: Ia Sukhitashvili, Nana Shonia, Tamar Bukhnikashvili, Ela Kartvelishvili, Shorena Begashvili, Olga Babluani, Maka Chichua.

Dez mulheres,sete delas vivendo em extrema pobreza estão desesperadamente tentando ganhar um concurso de beleza para as mães com mais do que três crianças. A vencedora ganhará um apartamento de $ 25.000. Exibição em blu-ray.




GRADE DE HORÁRIOS
31 de março a 5 de abril de 2015 

31 de março (terça)
15:00 – A Outra Margem
17:00 – Pirosmani
19:00 – A Minha Vó

1 de abril (quarta)
15:00 – Continue Sorrindo
17:00 – A Outra Margem
19:00 – Constrição

2 de abril (quinta)
15:00 – Pirosmani
17:00 – Continue Sorrindo
19:00 – A Outra Margem

3 de abril (sexta)
15:00 – A Minha Vó
17:00 – A Outra Margem
19:00 – Pirosmani


4 de abril (sábado)
15:00 – Constrição
18:00 – Sessão Aurora 

5 de abril (domingo)
15:00 – A Minha Vó
17:00 – Pirosmani
19:00 – Continue Sorrindo





quinta-feira, 12 de março de 2015

Raros, inéditos, debates e luta livre ao vivo na Semana de Porto Alegre


Entre os dias 20 e 28 de março, a Sala P. F. Gastal da Usina do Gasômetro (3º andar) apresenta uma programação especial para celebrar a Semana de Porto Alegre. O principal destaque da programação é a Madrugada Dura na Queda, no sábado, 21 de março, às 23h59, com a exibição do último filme de Robert Aldrich, Garotas Duras na Queda, seguida de apresentação de luta livre da South Wrestling Union. 


GRADE DE PROGRAMAÇÃO




20/03 – 20h – Projeto Raros Especial aquecendo a Semana de Porto Alegre com o filme Histórias Reais (1986), dirigido por David Byrne, líder dos Talking Heads. Após a sessão, debate com discófilo e pesquisador Zeca Azevedo. Exibição em DVD com legendas em espanhol. Entrada franca. 





21/03 – 18h – Sessão Aurora com o filme Spring Breakers – Garotas Perigosas (2013), de Harmony Korine, inédito nos cinemas em Porto Alegre. Depois da sessão, debate com os editores do Zinematógrafo, fanzine de crítica de cinema. Exibição em blu-ray. Entrada franca. 







21/03 – 23h59 – Madrugada Dura na Queda. Exibição do filme Garotas Duras na Queda, o último de Robert Aldrich + coquetel + apresentação de luta livre da South Wrestling Union. Entre as lutas confirmadas, Morgan vs. Ogro; Rodrigues vs. GilGamesh; Kin Existence vs. Frank Rocco.  Exibição do filme em DVD. Entrada franca.


22/03 – 22h – Cine Floyd. Exibição de O Mágico de Oz com acompanhamento ao vivo do disco Dark Side of the Moon e outras surpresas para os fãs do Pink Floyd. Entrada franca. 









24/03 – 20h30 – Lançamento da Sessão Plataforma 2015, com o filme Horas de Museu, de Jem Cohen, inédito em Porto Alegre. Projeção em blu-ray. Entrada: R$ 4,00 







25/03 – 20h – Nova Geração do Cinema Gaúcho. Exibição dos curtas Caçador, de Rafael Duarte e Taísa Ennes Marques; Pele de Concreto, de Daniel de Bem; Banzo, de Pedro Gossler; Quarto Vazio, de Filipe Matzembacher; Na Hora dos Morcegos, de Richard Tavares e a pré-estreia de O Corpo, de Lucas Cassales. Depois da sessão, debate com os realizadores. Entrada franca. 




28/03 – 23h59 – Madrugada Slasher. Exibição de três clássicos do cinema de horror dos anos 1980: Quem Matou Rosemary, de Joseph Zito, Noite Infernal, de Tom DeSimone, e Chamas da Morte, de Tony Maylam. Projeção em DVD com legendas em português.
 





Nova Geração do Cinema Gaúcho em debate

Na quarta-feira, 25 de março, às 20h, acontece na Sala P. F. Gastal da Usina do Gasômetro uma sessão especial com seis curtas de jovens realizadores do cinema do Rio Grande do Sul. Após a exibição, haverá um debate com os diretores sobre os temas, as formas, as confluências e dissidências da geração formada nas universidades de cinema, com filmes que se destacam em festivais nacionais e internacionais. A entrada é franca. 


PROGRAMAÇÃO 





 O Corpo (2014, 15 minutos), de Lucas Cassales. Pré-estreia em Porto Alegre.

Sinopse: Um menino encontra um corpo na mata. Todos os olhares se voltam para o corpo.



Caçador (2014, 18 minutos), 
de Rafael Duarte e Taísa Ennes Marques 

Sinopse: Sozinho pela primeira vez, um jovem caçador repensa sua vida ao defender as fronteiras de seu território.





Pele de Concreto (2014, 15 minutos), de Daniel de Bem

Sinopse: Porto Alegre, Brasil. Enquanto seu namorado se junta a multidão para uma grande manifestação, Marcio isola-se em seu apartamento. Da varanda, ouve por entre os prédios o som das bombas, da cavalaria, dos gritos e das cantorias. Na rua, um Policial Militar faz uma ligação. O telefone de Marcio toca.

Banzo (2014, 15 minutos), de Pedro Gossler

Sinopse: Marcelo, um motorista de ônibus intermunicipal, parece não se encontrar. Sozinho e preso na única imagem que consegue enxergar, sente saudades das coisas que não teve. 



Na Hora dos Morcegos... (2014, 15 minutos), 
de Richard Tavares

Sinopse: Três jovens se reencontram durante o carnaval, só a memória de um passado recente os une e nenhum deles sabe o que quer da vida.





Quarto Vazio (22 minutos, 2013), 

de Filipe Matzembacher

Sinopse: A irmã de Pedro vai se mudar e os quartos estão ficando maiores.



Lançamento da Sessão Plataforma 2015

FILME DE JEM COHEN NA SESSÃO PLATAFORMA #15



Na próxima terça-feira, 24 de março, às 20h30, Sessão Plataforma inicia seu terceiro ano na Sala P. F. Gastal da Usina do Gasômetro com Horas de Museu, recente filme de Jem Cohenimportante realizador nascido no Afeganistão e radicado nos EUA, autor de filmes como Chain (2004), Instrument (2003), ambos exibidos no cinema da Usina do Gasômetro (3º andar).

Museum Hours foi exibido por importantes festivais internacionais como Locarno (onde fez sua estreia mundial na competição oficial e ganhou Prêmio Art Cinema), Toronto, London, Vancouver, Viennale, entre muitos outros, mas não havia sido exibido em nenhum festival no Brasil até então. Nossa sessão será a premiere brasileira do filme.

Sinopse: Johann é vigilante no Museu de História de Arte em Viena. As suas horas de trabalho fazem-se da observação discreta e atenta dos visitantes que atravessam as salas do museu e se detêm diante das obras de arte expostas. Johann depara-se com a presença enigmática de Anne, uma visitante estrangeira que veio de emergência a Viena ver uma amiga hospitalizada, e que, sem conhecer a cidade, procura refúgio no museu. Um filme sensível e inteligente sobre o cruzamento misterioso entre a vida, os espaços e as obras de arte, aberto a tantas leituras quantas se queiram fazer. (IndieLisboa 2013)

Serviço:

MUSEUM HOURS (Horas de Museu) dir: Jem Cohen, 107 min, EUA/AUS, 2012.
Sessão única 24 de março (terça) - 20h30 na Sala P F Gastal.
Ingresso: R$ 4,00
Projeção: Bluray com legendas em português
Sessão Plataforma é realizada pela Tokyo Filmes em parceria com a Coordenação de Cinema e Video da Prefeitura de Porto Alegre.


Nota: A partir de agora, não haverá mais cerveja após as sessões. Para nós, a prioridade sempre foi e seguirá sendo os filmes. Para os mais animados, sempre tem a opção de ir com o pessoal para um bar mais próximo. O próprio café da Sala P.F Gastal vende cerveja. Sessão Plataforma é produzida por poucas pessoas, o que inviabiliza algumas demandas. Todo nosso esforço está para trazer bons filmes e produzir cópias de projeção de alta qualidade.




Sessão Plataforma começa 2015 de cara nova e com muita vontade de seguir trazendo à Porto Alegre recentes filmes importantes e sem distribuição no Brasil, muitos deles que foram exibidos apenas em raros festivais no nosso país e que são difíceis de encontrar mesmo na internet.

quarta-feira, 11 de março de 2015

Madrugada Dura na Queda!



No sábado, 21 de março, às 23h59, acontece a Madrugada Dura na Queda na Sala P. F. Gastal, a principal atração da programação especial celebrando a Semana de Porto Alegre de 2015. O evento promove exibição do último filme de Robert AldrichGarotas Duras na Queda, sobre uma dupla de lutadoras de wrestling, seguida da apresentação de luta livre da South Wrestling Union, federeção gaúcha do espetáculo que une arte marcial, coreografia e entretenimento, em ringue montado no mezzanino da Usina do Gasômetro. Durante as lutas, com previsão de início para às 2h, haverá degustação de chopp e pipoca. A entrada é gratuita.   


GAROTAS DURAS NA QUEDA

Lançado em 1981, Garotas Duras na Queda é o filme despedida de Robert Aldrich, um dos mais importantes cineastas da transição do clássico para o moderno nos Estados Unidos. Peter Falk interpreta Harry, o empresário das California Dolls, uma dupla de wrestling feminino numa turnê sem fim pela América. Aproximando a melancolia e o humor, o filme retrata o cotidiano errante da equipe, entre a possibilidade de sucesso nas lutas e a ressaca do dia seguinte. O filme será exibido em DVD. 

Garotas Duras na Queda (... All The Marbles)
Direção: Robert Aldrich
1981
115 minutos


SOUTH WRESTLING UNION


South: porque somos gaúchos!
Wrestling: porque é o que amamos!
Union: porque é o que queremos!


Uma das federações de maior destaque nacionalmente, a South Wrestling Union foi fundada em setembro de 2011 pelos lutadores Nefastos, Ogro, Rush, Escorpião Negro e Sombrero Voador, entre outros, após uma dissidência de uma antiga companhia do ramo.

Trata-se de um espetáculo que une arte marcial, coreografia e entretenimento. No Rio Grande do Sul, essa arte era conhecida como telecatch, a partir de seu programa mais conhecido, o Ringue 12. Hoje a arte se modernizou, sem esquecer do essencial: aqui os lutadores são ao mesmo tempo artistas e atletas. Algumas lutas confirmadas para a Madrugada Dura na Queda: Morgan vs. OgroRodrigues vs. GilGameshKin Existence vs. Frank Rocco

Cine Floyd na noite de domingo

CINE FLOYD ENCERRA AS 24 HORAS DE CULTURA EM PORTO ALEGRE





Neste domingo, acontece na Sala P. F. Gastal uma edição especial do evento Cine Floyd, às 22h, encerrando a maratona das 24 horas de Cultura, promovida pela Secretaria de Cultura de Porto Alegre, em comemoração ao aniversário da cidade. O grupo formado por Arthur Tabbal, Gabriel Sacks e Max Sudbrack fará a apresentação do disco Dark Side of The Moon, do Pink Floyd, em sincronia com o filme O Mágico de Oz. A entrada é franca.  


Tornou-se uma lenda urbana do Rock a famosa sincronia entre o filme O Mágico de Oz, e o álbum Dark Side of the Moon, do Pink Floyd. Seria proposital, ou mera coincidência? Seguindo a linha do Cine Boemia, em que Max Sudbrack acompanha filmes clássicos ao piano ao estilo das exibições do cinema silencioso, O The Dark Side of the Oz é um projeto que mistura um show de Pink Floyd ao vivo, projeção de cinema e a sincronia mítica entre as duas obras. Com Arthur Tabbal na guitarra e voz, Gabriel Sacks na bateria e voz, e Max Sudbrack no teclado e baixos, o trio se apresenta nas casas noturnas de Porto Alegre com essa proposta peculiar de cinema-show, que também inclui a parte final de 2001: Uma Odisséia no Espaço com Echoes, a obra prima do disco Meddle, além de outros números do repertório Floydiano.

O Mágico de Oz



Em Kansas, Dorothy (Judy Garland) vive em uma fazenda com seus tios. Quando um tornado ataca a região, ela se abriga dentro de casa. A menina e seu cachorro são carregados pelo ciclone e aterrisam na terra de Oz, caindo em cima da Bruxa Má do Leste e a matando. Dorothy é vista como uma heroína, mas o que ela quer é voltar para Kansas. Para isso, precisará da ajuda do Poderoso Mágico de Oz que mora na Cidade das Esmeraldas. No caminho, ela será ameaçada pela Bruxa Má do Oeste (Margaret Hamilton), que culpa Dorothy pela morte de sua irmã, e encontrará três companheiros: um Espantalho (Ray Bolger) que quer ter um cérebro, um Homem de Lata (Jack Haley) que anseia por um coração e um Leão covarde (Bert Lahr) que precisa de coragem. Será que o Mágico de Oz conseguirá ajudar todos eles?

The Dark Side of the Moon


The Dark Side of the Moon é o oitavo álbum de estúdio da banda britânica de rock progressivo Pink Floyd, lançado em 24 de março de 1973. O disco marca uma nova fase no som da banda, com letras mais pessoais e instrumentais menores. Os temas explorados na obra são variados e pessoais, incluindo cobiça, doença mental e envelhecimento, inspirados principalmente pela saída de Syd Barrett, integrante que deixou o grupo em 1968 depois que sua saúde mental se deteriorou. O conceito básico do disco foi desenvolvido quando a banda estava em turnê, e muito do novo material foi apresentado ao vivo, muito antes de ser gravado. A banda produziu o trabalho no Abbey Road Studios de Londres em diferentes sessões em 1972 e 1973 ao lado do produtor Alan Parsons, diretamente responsável pelo desenvolvimento dos elementos sonoros mais exóticos presentes no disco, e a capa, que traz um prisma sendo atingido por um feixe de luz o transformando em um arco-íris, foi desenvolvida para representar a iluminação de palco da banda, o conteúdo íntimo das letras e para atender os pedidos da banda por um trabalho "simples e marcante".

Spring Breakers na Sessão Aurora


No sábado, 21 de março, às 18h, a Sessão Aurora exibe na Sala P. F. Gastal o filme Spring Breakers - Garotas Perigosas (2013), de Harmony Korine, inédito nos cinemas de Porto Alegre. Com projeção em blu-ray, a sessão tem entrada franca. Após o filme, acontece debate com editores do Zinematógrafo, fanzine de crítica de cinema. 

A sessão faz parte do ciclo Histórias do Cinema Americano, que a Sessão Aurora promove ao longo do ano. Com o filme de Korine, roteirista de Kids e Ken Park, de Larry Clark, autor de Vidas Sem Destino (Gummo), presente em filmes de Gus Van Sant (Os Últimos Dias), o debate terá como ponto de partida a representação da juventude no cinema contemporâneo dos Estados Unidos. 



Em Spring Breakers, Candy (Vanessa Hudgens), Faith (Selena Gomez), Brit (Ashley Benson) e Cotty (Rachel Korine) são quatro jovens inconsequentes que assaltam um restaurante para poder juntar dinheiro e tirar férias na praia durante a primavera norte-americana, num período conhecido como "spring break". No local, elas se envolvem em confusões e acabam presas. Na delegacia, conhecem um criminoso barra pesada (James Franco) que se encanta por elas.



SESSÃO AURORA
Spring Breakers - Garotas Perigosas
Direção: Harmony Korine
2013
Exibição em blu-ray. 

terça-feira, 10 de março de 2015

Raros exibe filme cult de David Byrne



Na sexta-feira, 20 de março, às 20h, o Projeto Raros exibe na Sala P. F. Gastal da Usina do Gasômetro (3º andar) o filme Histórias Reais (1986), dirigido por David Byrne, o líder dos Talking Heads. Após a sessão, debate com discófilo e pesquisador Zeca Azevedo. Exibição em DVD com legendas em português. Entrada franca. 

Histórias Reais é o nome do projeto multimídia concebido por David Byrne e lançado em 1986. O projeto incluiu um livro de fotografias, três álbuns musicais e um longa-metragem. De todos os produtos derivados do projeto True Stories, o mais lembrado hoje é o álbum publicado pela banda Talking Heads, da qual Byrne era o vocalista e principal compositor.


O filme Histórias Reais, por sua vez, anda esquecido. Trata-se de uma injustiça, pois o filme explora de forma inteligente o espaço entre o real e o imaginário, entre o comum e o extraordinário, para compor um retrato a um só tempo crítico e amoroso do coração dos Estados Unidos. O filme narra pequenas histórias de um grupo de habitantes de Virgil, cidadezinha ficcional localizada no Estado do Texas. Dirigido por David Byrne, True Stories procura mostrar as forças maiores (nem sempre ocultas) que agem sobre os indivíduos, mas mostra também que as pessoas levam suas vidas do seu próprio jeito, a despeito dos esforços sistêmicos de padronização de comportamento e de controle social. Histórias Reais antevê as mudanças nos modos de produção e nos estilos de vida provocadas pelo desenvolvimento tecnológico, mas sugere que mesmo em um mundo dominado pela tecnologia existe lugar para a individualidade, para a imaginação, para a magia, para o mistério.


PROJETO RAROS

HISTÓRIAS REAIS
(True Stories)
Estados Unidos, 1986
90 minutos
Elenco: David Byrne, John Goodman, Annie McEnroe, Jo Harvey Alley, Spalding Gray

Exibição em DVD com legendas em português

quarta-feira, 4 de março de 2015

O Cinema de Raoul Walsh




Entre os dias 10 e 20 de março, a Sala P. F. Gastal da Usina do Gasômetro (3º andar) exibe a mostra O Cinema de Raoul Walsh, com uma seleção de treze filmes de um dos mais importantes dos primeiros mestres de Hollywood. Com projeção digital, a mostra tem parceria com as distribuidoras MPLC, Versátil e a locadora E o Vídeo Levou.

Um dos primeiros discípulos de D. W. Griffith – trabalhou como assistente de direção, montador e ator de O Nascimento de uma Nação (1915) – Raoul Walsh construiu uma das trajetórias mais sólidas de Hollywood. Grande contador de histórias, idolatrado pela influente crítica francesa dos anos 1950 e 60, o diretor atravessou gêneros, estúdios e diferentes períodos ao longo de 52 anos.   

Entre os destaques da mostra, estão filmes que ajudaram a moldar a cara do grande cinema norte-americano. Com o faroeste, Walsh explorou desde a aventura em A Grande Jornada (1930), filme que revelou John Wayne; o lado psicológico dos personagens, em Sua Única Saída (1947); e uma grande narrativa histórica dos Estados Unidos, em O Intrépido General Custer (1941), com Errol Flynn, o principal astro de sua filmografia. Já com o filme de gângsteres, realizou obras-primas absolutas como Heróis Esquecidos (1939) e Fúria Sanguinária (1949), ambos com James Cagney no papel principal, e Seu Último Refúgio (1941), com Humphrey Bogart em um de seus trabalhos mais emblemáticos. Com o filme de guerra, cunhou o singular Um Punhado de Bravos (1945), um dos primeiros filmes a explorar a sensação de desorientação e o medo do desconhecido ao longo de uma missão.


A mostra ainda exibe dois filmes da década de 1950 com Clark Gable, Nas Garras da Ambição (1955) e Meu Pecado Foi Nascer (1957), e a despedida de Walsh, o faroeste Um Clarim ao Longe (1964). Também serão exibidos destaques de seu período silencioso, como o seu centenário filme de estreia, Regeneração (1915), e o marco do cinema de fantasia, O Ladrão de Bagdá (1924), com o grande Douglas Fairbanks, em uma das produções mais impressionantes da década de 1920.      



GRADE DE PROGRAMAÇÃO
10 a 20 de março de 2015



Regeneração (Regeneration, 1915, 70 minutos)

Aos 10 anos, Owens se torna um órfão quando sua santa mãe morre. Os Conways, que são vizinhos, acolhem Owen, mas a constante bebedeira de Jim logo coloca Owen na rua. Aos 17, Owen descobre que força é poder. Aos 25, Owen é o líder de sua própria gangue, que passa a maior parte do seu tempo jogando e bebendo. Mas Marie vem para a área de gângsteres da cidade e tudo muda para Owen quando ele se apaixona por Marie. Exibição em DVD com subtítulos em inglês.





O Ladrão de Bagdá (The Thief of Bagdah, 1924, 139 minutos)

O ladrão Ahmed, fazendo-se passar por príncipe, penetra no castelo para liderar a revolta contra os invasores mongóis. Conto das mil e uma noites que é considerado um dos mais fantasiosos e divertidos do cinema mudo. Com Douglas Fairbanks no papel principal. 
Exibição em DVD.





A Grande Jornada (The Big Trail, 1930, 116 minutos)

Nesta arrebatadora aventura dos pioneiros, um jovem e corajoso guia (John Wayne) conduz milhares de colonos por perigosos despenhadeiros, cruéis tempestades de neve, ataques de indígenas e estouros de manadas de búfalos, levando-os a seu destino no oeste distante. Durante a viagem, ele se apaixona por uma linda pioneira (Marguerite Churchill), e nunca desiste de tentar ganhar seu coração. Tyrone Power co-estrela este épico visualmente espetacular. Exibição em DVD.



Heróis Esquecidos (The Roaring Twenties, 1939, 106 minutos)

Eddie Bartlett (James Cagney) é um veterano de guerra desempregado que se torna contrabandista de bebidas, trocando as batalhas por garrafas. Enquanto cresce seu império, Eddie enfrenta ameaças externas e internas, constantes batalhas territoriais, confrontos de gangues e traições. Exibição em DVD.







Seu Último Refúgio (High Sierra, 1941, 100 minutos)


Earle Roy "Mad Dog" é salvo da prisão por um velho que quer sua ajuda em um assalto já programado. Quando o golpe dá errado e um homem é baleado, Earle é forçado a se esconder pelos picos da Sierra Nevada. Exibição em DVD.

O Intrépido General Custer (They Died with Their Boots on, 1941, 140 minutos)

À Sétima Cavalaria o General Armstrong Custer disse, "cavalguem para o inferno ou para a glória. Isto depende do ponto de vista." O ponto de vista de Raoul Walsh está no espetacular O Intrépido General Custer, decididamente para a glória. Errol Flynn interpreta o famoso general nesta crônica sobre sua vida, desde os seus dias em West Point até a Guerra Civil e sua reputação como herói da fronteira, imortalizado pela Batalha de Little Big Horn. Exibição em DVD.



O Ídolo do Público (Gentleman Jim, 1942, 105 minutos)

Cinebiografia romanceada do campeão dos pesos pesados James J. Corbett, um dos raros bons filmes de boxe que defende o esporte e empolgam em vez de mostrar sua violência e as falcatruas que envolvem sua prática. Na São Francisco do final do século XIX, quando as lutas de boxe eram tão populares quanto ilegais, o ambicioso bancário James Corbett (Errol Flynn) dá um jeito de se projetar como pugilista e de ingressar no aristodrático Olympic Club. Alternando vitórias e aventuras boêmias, ele faz a corte à graciosa milionária Victoria Ware (Alexis Smith) e se prepara para enfrentar o campeão mundial John L. Sullivan (Ward Bond). Exibição em DVD.


Um Punhado de Bravos (Objective, Burma!, 1945, 142 minutos)

Durante a 2ª Guerra Mundial uma tropa de pára-quedistas invade a Birmânia (atual Myanma) ocupada pelos japoneses, para destruir um importante posto de radar. A missão tem pleno êxito, mas quando tentam retornar a um ponto para serem resgatados se deparam com japoneses esperando por eles. Assim eles precisam fazer uma perigosa caminhada, através da selva ocupada pelo inimigo. Exibição em DVD.




Sua Única Saída (Pursued, 1947, 100 minutos)

Jeb Rand (Robert Mitchum) é criado pela Sra. Callum, que oculta seu passado, ainda que pesadelos antigos atormentem a mente do rapaz. Com o passar dos anos, decidido a casar com sua irmã de criação, Jeb lutará contra os parentes da moça que se colocarem no caminho e consequentemente entenderá melhor o que ocorreu de obscuro em sua vida quando criança. Exibição em DVD.




Fúria Sanguinária (White Heat, 1949, 105 minutos)

Chefão de gangue de criminosos, após um assalto a um trem que acaba na morte de quatro pessoas, resolve se entregar sob a confissão de um assalto a um hotel, para evitar a câmara de gás por causa do golpe com o trem. Dentro da cadeia, a polícia infiltra um homem como seu companheiro de cela para obter mais informações. Exibição em DVD.






Nas Garras da Ambição (The Tall Men, 1955, 122 minutos)


Após a Guerra Civil Americana, Ben Allison (Clark Gable), juntamente com seu irmão, seguem para Montana. No caminho, salvam Nella (Jane Russell) de um ataque de índios e ela segue com eles. Os dois irmãos agora disputarão o coração da bela jovem. Exibição em DVD.







Meu Pecado Foi Nascer (Band of Angels, 1957, 125 minutos)


Amantha (Yvonne de Carlo) é uma aristocrata que perde sua posição social quando descobrem que ela tem ancestrais negros. À venda como escrava, ela é comprada por Hamish Bond (Clark Gable). O início da Guerra Civil mudará o destino de todos. Exibição em DVD.








Um Clarim ao Longe (A Distant Trumpet, 1964, 120 minutos)


Tenente Hazard, recém-saído de West Point, chega na quente Arizona empoeirada. É o último filme de Raoul Walsh. Exibição em DVD com legendas em espanhol.







GRADE DE HORÁRIOS
10 a 20 de março de 2015




10 de março (terça)
15:00 – Regeneração
17:00 – Seu Último Refúgio
19:00 – Um Punhado de Bravos

11 de março (quarta)
15:00 – A Grande Jornada
17:00 – Fúria Sanguinária
19:00 – O Ladrão de Bagdá

12 de março (quinta)
15:00 – Meu Pecado Foi Nascer
17:00 – Um Clarim ao Longe
19:00 – O Intrépido General Custer

13 de março (sexta)
15:00 – Heróis Esquecidos
17:00 – Nas Garras da Ambição
19:00 – O Ídolo do Público

14 de março (sábado)
15:00 – A Grande Jornada
17:00 – Sua Única Saída
19:00 – Regeneração

15 de março (domingo)
15:00 – Seu Último Refúgio
17:00 – Fúria Sanguinária
19:00 – Heróis Esquecidos

17 de março (terça)
15:00 – O Ídolo do Público
17:00 – Sua Única Saída
19:00 – O Intrépido General Custer

18 de março (quarta)
15:00 – Fúria Sanguinária
17:00 – A Grande Jornada
19:00 – Um Punhado de Bravos

19 de março (quinta)
15:00 – Seu Último Refúgio
17:00 – Um Clarim ao Longe
19:00 – Meu Pecado Foi Nascer

20 de março (sexta)
15:00 – Nas Garras da Ambição
17:00 – O Ladrão de Bagdá
20:00 – Projeto Raros